foto

GNRation acolhe evento da Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Notícias dos diferentes escritórios da OEI . 13/09/2018
Tamaño del texto + -

O GNRation acolheu no dia 12 de setembro de 2018 o evento "2CN- -CLab Talks: Portugal na Rede de Cidades Criativas da UNESCO" organizado pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho (UMinho), em colaboração com a Braga Media Arts.

O 2CN-CLab é realizado no âmbito do projeto “Redes de Cooperação Cultural Transnacionais: Portugal europeu, lusófono e ibero-americano”, que está a ser desenvolvido com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (SFRH/ /BPD/101985/2014) no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da UMinho (Portugal), na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade de Santiago de Compostela (Espanha) e na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (Brasil). “Redes de Cooperação Cultural Transnacionais: Portugal europeu, lusófono e ibero-americano” é um projeto de investigação que tem como objetivo principal fomentar práticas qualificadas de trabalho em rede em profissionais e organizações do setor cultural, apoiando a aquisição de aptidões, e conhecimentos para facilitar o acesso às oportunidades profissionais.

 No início de 2018, os municípios portugueses membros da UCCN (Amarante, Barcelos, Braga, Idanha-a-Nova e Óbidos) foram desafiados para se juntarem à equipa do projeto de investigação para a dinamização do ciclo 2CN-CLab Talks “Cultura, Redes e Política: Portugal na Rede de Cidades Criativas da UNESCO”.

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO (UCCN) foi criada no ano de 2004, mas foi preciso esperar por 2015 para que as primeiras duas cidades portuguesas fossem aceites como membros. Tendo em consideração que em 2017 mais três cidades portuguesas integraram a UCCN, pensa-se ser urgente refletir estrategicamente sobre a presença portuguesa na UCCN e sobre o impacto dessa presença nas cidades portuguesas e nos profissionais do setor cultural e criativo português. O CN-2 Lab é parceiro da OEI para a carta cultural ibero- americana.