Imagem: Reprodução © Shifter

Instituto GeoGebra avança em Moçambique

OEI . 13/08/2018
Tamaño del texto + -

Fotografia/Imagem: Reprodução © Shifter

 

O GeoGebra, um aplicativo que permite a melhoria de qualidade e ensino de matemática e ciências exatas, está a ser instalado em Moçambique pela Universidade Pedagógica (UP), anunciou a instituição no dia 8 de agosto de 2018.

Sarifa Fagilde, coordenadora do programa em Moçambique, afirmou    durante  um seminário de apresentação do instrumento em Maputo que "este aplicativo está a ser instalado a nível internacional em vários institutos e funciona mais como uma rede que trabalha para a melhoria da qualidade de ensino em Matemática".

O aplicativo "GeoGebra" é desenhado especificamente para o ensino de Geometria e Álgebra e está a ser implementado na UP, que deverá expandir para outras instituições de ensino moçambicanas.

O programa permite fazer operações matemáticas com facilidade e pode ser usado por estudantes do ensino primário ao universitário.

Sarifa Fagilde, que é igualmente docente da mesma universidade, acrescentou que "com os problemas que o país tem poderíamos motivar muito mais estudantes, podemos aumentar o contingente das pessoas que abraçam a área das ciências de Matemática e naturais”.

A Universidade Pedagógica (UP) de Moçambique em parceria com o Instituto GeoGebra na Universidade de Cabo Verde (IGUni-CV), o Instituto GeoGebra de Portugal (IGP) – Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto (ESE-IPP), a Organização dos Estados Ibero-Americanos - Para a Educação a Ciência e a Cultura (OEI), a Junta da Andalucia e o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional de Moçambique, concluiu em abril de 2018 a primeira sessão de formação de formadores em GeoGebra. A ação de formação contou com a participação de 47 professores do ensino secundário e do ensino superior da Província de Maputo.

O Projeto GeoGebra, integrado no Programa IBERCIENCIA da OEI, para o espaço CPLP: A Geogebra, instrumento de produção de resultados no ensino e na aprendizagem, foi apresentado em abril, na Embaixada de Portugal em Maputo, numa sessão que contou com a presença da Diretora do Escritório da OEI em Lisboa, Ana Paula Laborinho.

 O matemático Markus Hohenwarter criou o aplicativo na Áustria em 2001 e desenvolveu-o em 2006 nos Estados Unidos da América.