CEPAL

OEI e CEPAL assinam um convénio de cooperação

OEI - Educação . 01/04/2019
Tamaño del texto + -

  • As autoridades máximas da OEI e da CEPAL assinaram um acordo-quadro de cooperação.
  • As organizações destacaram a relação histórica de apoio mútuo ao desenvolvimento dos países da região.

    Santiago, Chile, 29 de março de 2019. A Secretária Executiva da Comissão Económica para a América Latina e Caraíbas, a CEPAL, Alicia Bárcena, e o Secretário-Geral da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), Mariano Jabonero, assinaram um acordo de cooperação para promover o trabalho conjunto sobre questões fundamentais para a região Ibero-americana, tais como a economia da educação e a inclusão social  e profissional dos jovens.

     

    A assinatura do convénio realizou-se nas instalações da CEPAL em Santiago do Chile. Alicia Bárcena afirmou que a OEI e a CEPAL tiveram uma importante relação histórica «em questões de grande relevância para a região, como a educação, a cultura e a ciência, os três grandes pilares da OEI".


    «A partir de agora iremos intensificar a nossa cooperação e trabalharemos principalmente com os temas da economia da educação e da inclusão social, que são questões essenciais para a região Ibero-americana», afirmou.

    Pela sua parte, Mariano Jabonero declarou que o acordo é «muito importante, uma vez que a CEPAL é um parâmetro de referência em matéria de compromisso, rigor e solvência na região, mas também porque desde que assumi o cargo de Secretário-Geral da OEI tenho considerado a CEPAL um parceiro fundamental no qual devemos confiar e com o qual devemos trabalhar em conjunto.»



    "Trabalhamos em temas de interesse comum que têm a ver com o bem-estar da região, são temas da inclusão social e laboral da juventude, da análise da economia e do seu impacto na educação. São tarefas que queria expôr e trabalhar em conjunto com a CEPAL", acrescentou Jabonero.

     

    O convénio estará vigente para os próximos cinco anos e assenta as bases para a geração de programas, projectos e trabalhos colaborativos em todos os países-membros das duas organizações.