Cartaz do festival

Madrid acolhe a Terceira Mostra de Cinema Equatoriano em Espanha "Línea Imaginaria", com o apoio da OEI

OEI - Culture . 2020/09/24
Tamaño del texto + -

Até sábado, dia 26 de setembro, realiza-se a Terceira Mostra de Cinema Equatoriano em Espanha, Línea Imaginaria, em formato híbrido, com exposições presenciais na Cineteca Matadero em Madrid. 

No último dia do festival, irá ser transmitido um Conversatorio de Línea Imaginaria, que reúne iniciativas ibero-americanas que levam a experiência do cinema a zonas mais isoladas. A programação do evento pode ser acedida, através do website da Línea Imaginaria

Esta edição da Mostra tem um sotaque feminino especial, uma vez que conta com a participação de importantes realizadoras equatorianas, tais como Nhora Salgado Vejarano, Mónica Mancero, Ana Cristina Barragán, entre outras. A diretora do evento, María Cristina Carrillo, sublinha que a presença de mulheres realizadoras não é ao acaso, uma vez que "no Equador, existe uma cinematografia cada vez mais relevante de mulheres realizadoras". Neste sentido, afirma que nos olhares destas realizadoras se pode encontrar "desde visões macro a micro: o tráfico de mulheres, a relação pai/filha, a luta pela vocação ou o peso das estruturas sociais e familiares". Os outros filmes que completam a seleção tratam temas como a identidade étnica e nacional.

A maioria dos filmes que participam na Mostra foram nomeados para os Prémios Colibrí, o equivalente aos Prémios Goya no Equador, que se realizarão no próximo mês de outubro. Alba, uma longa-metragem que conta a história de uma rapariga que tem de enfrentar uma entrada difícil na adolescência, está nomeada para Melhor Filme, Ator, Atriz, Realizador, Argumento e Fotografia. Por outro lado, Torero, uma história que retrata o drama de um homem que está a atravessar uma crise de meia idade e uma crise na sua carreira artística, é nomeado para as categorias de Melhor Documentário, Música Original e Composição Musical. Do mesmo modo, Azules Turquesas, que conta a história de Isabella, uma rapariga com graves problemas de dependência, está nomeado na categoria de Melhor Atriz. Finalmente, La Mala Noche, o filme que abriu a Mostra, está nomeado para Melhor Filme, Direção e Produção.

O festival conta novamente com o apoio da Organização de Estados Ibero-americanos (OEI), no seu desejo de reforçar a visibilidade do cinema ibero-americano e contribuir para a sua projeção a nível internacional, como uma importante manifestação das indústrias culturais dos países da região. 

 
 
 
 
More news
 
Inscreva-se

Subscreva a Newsletter

* indicates required

Ao inscrever-se está a autorizar a OEI Portugal ao tratamento dos seus dados relativos a: