EXIB

Setúbal acolhe Exposição Ibero-Americana de Música

OEI - Culture . 2019/06/14
Tamaño del texto + -

São três dias de festa com encontros de promoção musical independente, conferências e concertos de entrada livre. A quinta edição da EXIB começou esta quarta-feira, sendo muito mais do que um festival de música: é um evento que pretende promover a diversidade cultural, a economia da cultura e a cidadania. No programa, destaca-se o I Encontro Gestão Musical e Cidade: “Espaço cultural Ibero-americano: diversidade e cidadania”, cuja conferência inaugural está a cargo da diretora da OEI Portugal, Ana Paula Laborinho.

A cidade onde Zeca Afonso viveu e tantas vezes cantou, foi a escolhida para acolher a quinta edição da Expo Ibero-Americana de Música (EXIB). De acordo com a organização, esta é “uma iniciativa que aposta na internacionalização da música ibero-americana e na criação de pontes de colaboração para a produção de festivais sustentáveis”.

A EXIB2019 abriu esta quarta-feira com uma Gala inaugural no Auditório Luísa Todi que contou com a estreia do novo grupo, a Companhia de Canto Popular, constituído por reconhecidos músicos de várias nacionalidades e com diversas experiências musicais.

Um misto de festival com feira destinada ao setor, a EXIB é um espaço de reflexão e debate, em que o público tem acesso livre a 21 concertos com participação de uma centena de músicos originários e de cerca de 400 profissionais de mais de 30 países.

Diversidade musical Ibero-americana em destaque

No palco principal, na Praça do Bocage, o público poderá disfrutar de várias sonoridades provenientes dos vários países que compõem o espaço Ibero-americano.  Da Galiza vêm Xose Lois & Alboria, de  Menorca, Anna Ferrer e das Ilhas Canárias o Projeto Músicas Afortunadas pela mão de António Navarro. Ana Prada, do Trio Ventana, representa o Uruguai e o grupo Caña Dulce e Caña Brava dará a conhecer a música mexicana de Veracruz. A música venezuelana estará representada através de Betsayda Machado e La Parranda El Clavo. Da Argentina chegam Nahuel Jofré, o quarteto Karé e o trio Pulsos de Viento, enquanto que do Paraguai chega o artista e compositor Juanjo Corbalán e do Perú, Carolina Araoz.

Portugal estará representado através das sonoridades de Maria João Fura, Magano, Segue-me à Capela e pelos Marafona.

PREMIO EXIB MÚSICA: A homenagem a José Afonso e Mercedes Sosa

A edição deste ano da EXIB pretende distinguir dois grandes artistas ibero-americanos: o português Zeca Afonso e a argentina Mercedes Sosa.

O pianista e compositor Manuel Obregón, que foi Ministro da Cultura da Costa Rica entre 2001 e 2004, receberá o primeiro Prémio EXIB para a música ibero-americana, atribuído pela OEI. A organização referiu, ao jornal Público, que o costa-riquenho recebe o galardão “em reconhecimento da diversidade, com o seu trabalho de unir linguagens e sons ibero-americanos através dos seus projetos”. O compositor brasileiro, Benjamim Taubkin recebe a Menção Especial Compromisso, pelo facto de ser “um curioso incansável acerca dos destinos musicais nos espaços da linguagem, uma pessoa que unifica e tem sido muito importante para outros artistas”, refere a diretora executiva da EXIB, Adriana Pedret, ao mesmo periódico.

A quinta edição da Expo Ibero-Americana de Música conta com a colaboração da Câmara Municipal de Setúbal e da Organização de Estados Ibero-americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI).

Clique aqui para ver a programação.

EXIB