Mariza

A cantora Mariza recebe Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura

OEI - Cultura . 21/06/2019
Tamaño del texto + -

Mariza recebeu, na terça-feira (18 de junho), o Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura. A fadista recebeu o galardão na cerimónia de inauguração do evento Mostra Espanha 2019, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Foi com orgulho que Mariza recebeu, das mãos da Ministra da Cultura de Portugal, Graça Fonseca, e do Ministro da Cultura e Desporto de Espanha, Jose Guirao, o Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura. No evento, a fadista disse estar “imensamente feliz por a cultura ser um motivo de celebração, mas celebrar a cultura é, também, celebrar o amor”. Mariza referiu ainda, que “momentos como este devem ser enaltecidos porque é com a cultura que podemos sensibilizar, melhorar e realizar maiores mudanças”.

O prémio no valor de 75 mil euros é atribuído de dois em dois anos pelos governos de Portugal e de Espanha e tem como objetivo reconhecer o trabalho de um criador ou entidade, no âmbito da arte e da cultura, que fomente a comunicação e cooperação cultural entre os dois países.

O júri atribuiu, por unanimidade, o Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2018 a Mariza. De acordo com uma fonte ligada à organização, citada pela agência Lusa, “o júri considerou que o trabalho de Mariza a favor do fomento das relações entre Portugal e Espanha é visível na sua participação no filme ‘Fados’, do realizador espanhol Carlos Saura, nos numerosos concertos que, desde 2008, dá em vários locais de Espanha, assim como nos duos que interpreta com reconhecidos cantores como Miguel Poveda, Tito Paris, Concha Buika ou Sergio Dalma, uma fusão bem-sucedida de ritmos que contribuem para derrubar fronteiras e aproximar públicos”.

O júri do Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2018 contou com o contributo dos portugueses João Fernandes (subdiretor do Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía), Pedro Serra (professor do Departamento de Filologia Moderna da Universidade de Salamanca) e João Luís Carrilho da Graça (arquiteto), e dos espanhóis Ana Santos (diretora da Biblioteca Nacional da Espanha), Juan Cruz (jornalista e escritor) e Adriana Moscoso (diretora-geral das Indústrias Culturais e de Cooperação de Espanha).

A Mostra Espanha 2019 decorre em 20 cidades do país, estando previstas mais de 80 iniciativas (música, exposições, conferências, artes cénicas e encontros), entre junho e dezembro, para divulgar o património cultural espanhol.