IIEYP

A OEI cria o Instituto Ibero-americano para a educação e a produtividade (IIEYP-OEI)

OEI - Educación . 18/06/2019
Tamaño del texto + -

  • O Instituto pretende promover a produtividade e a competitividade das economias da região em domínios como a inovação, a tecnologia, o Ensino Superior e o emprego.
  • Na apresentação em Madrid participaram, entre outros, o primeiro Secretário-Geral ibero-americano, Enrique Inglesias, e o antigo presidente da CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina, Enrique García.

A Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) acolheu, no dia 17 de junho, o lançamento do Instituto Ibero-Americano para a Educação e a Produtividade (IIEYP – OEI). O instituto será sediado na OEI e coordenado por Miguel Hakim, que foi professor da Universidad de las Américas Puebla (UDLAP), assessor externo do Banco Mundial e do BID, vice-chanceler do México e Secretário para a Cooperação Ibero-Americana, entre outras funções exercidas.

O Instituto pretende promover a produtividade e a competitividade das economias da região nas áreas da inovação, tecnologia, Ensino Superior e emprego. Nesse sentido, visa analisar a competitividade e a produtividade dos fatores de produção dos países ibero-americanos, identificar as melhores práticas em políticas públicas que favoreçam a criação e a aplicação de conhecimento e da inovação para estimular o crescimento económico, promover estudos de especialistas e instituições que trabalhem com estas temáticas, bem como projetos de cooperação específicos para melhorar a produtividade. No seu programa de trabalho anual, será dada especial ênfase à digitalização, à inovação e ao desenvolvimento de tecnologias, à avaliação de políticas públicas voltadas para a produtividade, ao emprego e à atividade produtiva e os seus impactos no desenvolvimento do sistema educativo e do Ensino Superior, bem como da segurança e Estado de Direito.

O Secretário-Geral da OEI, Mariano Jabonero, saudou a criação deste instituto como “um novo instrumento numa nova etapa da OEI e da Ibero-América”. Também participaram da apresentação Enrique Iglesias, ex-presidente do BID e primeiro Secretário-Geral da SEGIB, Enrique García, que foi presidente da CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina durante 25 anos, Miguel Hakim, coordenador geral do Instituto Ibero-Americano para a Educação e a Produtividade, Susana Malcorra, ex-chanceler da Argentina, e Paulina Beato, presidente da Barcelona Graduate School of Economics.