Magalhaes_Principal

OEI celebra 500 Anos da Circum-navegação de Magalhães

OEI - Cultura . 15/07/2019
Tamaño del texto + -

O projeto de residências artísticas e criação "INCOGNITUM: CIRCUM-NAVEGAÇÕES CONTEMPORÂNEAS" é uma das atividades que serão desenvolvidas para assinalar o 500º aniversário da circum-navegação que foi do Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico através de um estreito que tem o nome de Magalhães.

O objetivo é recordar o encontro entre o “velho” e o “novo” mundo, através da reconstrução da memória e do intercâmbio artístico entre o Chile e Portugal.

Os escritórios da OEI de Portugal e do Chile trabalharão em conjunto com a Fundação Escuela Guías del Patrimonio, responsável pela conceção e organização do INCOGNITUM e das atividades previstas para as diferentes fases do projeto.

Em outubro deste ano, 20 artistas portugueses e chilenos são convidados a participar num encontro artístico na região de Magalhães e na Antártida chilena, para observação, investigação e posterior criação de obras relacionadas com a descoberta do Estreito de Magalhães e as suas implicações histórico-sociais.

A agenda deste ano contempla atividades entre 1 e 13 de outubro de 2019, nas cidades chilenas de Santiago, Punta Arenas e Porvenir, que incluem encontros com artistas locais, intercâmbios com a comunidade, apresentações de historiadores e cientistas especializados, entre outros.

Como etapas posteriores deste projeto, haverá três exposições em que serão apresentadas as obras que resultam da experiência atual e da memória do feito ocorrido em 1519. A inauguração da exposição terá lugar na cidade de Lisboa, em junho de 2020, na Cordoaria Nacional, na Galeria Padrão dos Descobrimentos e na Casa da América Latina. No segundo trimestre do mesmo ano, as obras estarão presentes no Museu Regional de Magalhães e no Centro Cultural de Punta Arenas, terminando este périplo no Museu Nacional de Belas Artes e no Museu de Artes Visuais MAVI, na cidade de Santiago, entre janeiro e março de 2021.